I Congresso Nacional para Pessoas com Deficiência no Brasil

 Penedo - RJ - 2009

Sobre o I Congresso Nacional para Pessoas com Deficiência no Brasil

 

“Gostei muito! Quero ir de novo – me chamem! Gostei da união. Gostei de conhecer novos amigos! Gostei de viajar sem minha família; é a primeira vez.” Assim se manifestaram vários, senão todos, os participantes do I Congresso Nacional para Pessoa com Deficiência, realizado em Penedo – Rio de Janeiro, de 23 a 26 de novembro de 2009.

 

Com temperatura quente, mas sol nem tão forte, o evento transcorreu com um clima muito forte de confraternização. Organizado pela Federação de Pedagogia Curativa do Brasil, contou com a colaboração de um grupo de 30 participantes e 12 terapeutas para a captação de recursos e organização geral durante todo o ano de 2009.

 

Com o tema central “O Encontro”, participaram do evento cerca de 94 pessoas na maior parte do tempo e 150 na 4ª feira, quando foram feitas as apresentações culturais: grupo de jazz com repertório brasileiro e até clássico (!), capoeira – o que integrou jovens de várias instituições, almoço conjunto, etc. Ao todo eram 14 instituições envolvidas – 8 antroposóficas, mais representantes da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e a Vice-Prefeita locais, e convidados especiais, como Sr. Thomas Kraus de Berlim e representantes da TV Zero do Rio de Janeiro.

 

Para muitos dos participantes, a experiência de viajar ou ficar longe da família foi novidade! E uma felicidade, transmitida pelos semblantes alegres, pela descontração, por palavras ou sem elas, por gestos – cada um à sua maneira. Únicos senões ocorridos: duas convulsões e um dedinho luxado no pé da cama do hotel! Mesmo andando por pedras na cachoeira do Parque Nacional de Itatiaia, ou participando de jogos cooperativos... todos em plena saúde e inteiros, de corpo, alma e espírito!

 

Para os pais que ouviram depois seus relatos feitos no dia 3 de dezembro, já em SP, lágrimas expressavam a alegria de verem um novo círculo social se formando para seus filhos, e estes capazes de manifestar-se como muitos nunca haviam visto... 

 

A força e a capacidade de um grupo com metas comuns ficou evidente e mostrou a todos que, quando existe vontade e intenção para um bem comum, o que parece impossível pode tornar-se realidade! Ao final das contas, o orçamento financeiro previsto e “assustador” foi ‘tirado de letra’, com muito empenho da maioria; e até sobrou um pouco para o próximo, já previsto para acontecer em novembro de 2010, confirmado pelos próprios participantes logo ao final da palestra do Sr. Thomas sobre os congressos internacionais, dos quais é organizador!

Com certeza, foi uma experiência inesquecível para a maioria.

 

A Federação

Federação  das  Entidades  de  Pedagogia  Curativa  Antroposófica  e  Terapia  Social  do  Brasil